Sobre

Esta é a página do laboratório do Dr. Carlos Hotta, do Departamento de Bioquímica, Instituto de Química, Universidade de São Paulo.

Search
Powered by Squarespace
Sobre o blog

Quando criança, eu sonhava estudar dinossauros. Hoje em dia tenho outros sonhos mas ainda tenho brontossauros no meu jardim. Por Carlos Hotta.

Feed me!
Sexta-feira
Jun292007

Coiosidades II - Algas

Mais curiosidades sobre o Guto, o Dadá e as algas:

- Kaneto é o sobrenome de um amigo meu da Biologia. Ele é um dos japoneses menos japoneses que eu conheço.

- um bom restaurante japonês TEM que ter carpas e pinturas de samurais.

- o título original do texto era "Dadá contra as algas" mas a editora decidiu mudar para "Prato do dia: algas". Enquanto o último funciona bem para a revista, acho que o primeiro funciona melhor para uma série.

- as aulas sobre algas eram dadas pelo Prof. Edson, um dos meus professores na Biologia que estudava algas. A referência foi retirada em uma das edições finais. Foi uma pena pois seria uma bela homenagem a ele.

- odeio quando algas se enroscam nos pés da gente na praia. O Dadá menciona o aquário do avô, uma referência ao meu avô paterno. Mais um avô do Dadá é mencionado no texto dos Carrapichos.

- eu hesitei bastante em colocar a referência ao presidente Lula pois menções a eventos atuais envelhecem um texto. A piada, no entanto, encaixava bem no ritmo do texto.

- adoro sorvetes de passas-ao-rum e pistache. Só para constar, afinal, sorvete é sorvete!
Quarta-feira
Jun272007

Mais sobre algas

Existem muitos tipos de algas. Elas podem ter uma só célula, podem viver agrupadas em colônias ou podem ter milhões de células organizadas, formando tecidos. Portanto, as algas podem ser menores que um milímetro ou maiores que 60 m! Elas podem ser verdes, vermelhas ou azuis. E todas fazem fotossíntese. Afinal, quem são as algas?

















Fotos do Science Photo Library. Michael Abbey, Gregory Ochocki, Dr Keith Wheeler, Andrew Syred.

Quem são as algas?
Existem vários tipos de algas. Elas são tão diferentes entre si, que existem algas que se parecem com bactérias (algas azuis), outras mais parecidas com as plantas terrestres (as algas verdes) e outras até que lembram bichos (Euglena). De qualquer modo, todas as algas são capazes de realizar fotossíntese, ou seja, retiram a energia de que precisam para viver da luz do sol e do gas carbônico (assim como as plantas que vemos por aí!).
Algumas existem no planeta Terra há milhões de anos. Existem fósseis de algas de 3.800 milhões de anos (mais velha que os dinossauros!). Outras, vivem junto com fungos e formam os líquens. Você pode não acreditar, mas existem algas em todo lugar!
Além de usar algas para comer, atualmente elas são usadas na produção de remédios, nas pesquisas espaciais e como indicadores de poluição. Os cientistas que estudam as algas são os ficólogos. Ficou interessado? Dê mais uma olha nos links abaixo!

Links interessantes:
Alga - Wikipédia
Quando crescer vou ser... ficólogo (CHC)
Comendo algas do mar (CHC)


Terça-feira
Jun262007

Sushis, sashimis e afins...

Na última aventura do Guto e do Dadá, o jantar especial do Seu Antônio em um restaurante japonês vira tema para discutir sobre algas. Mas você já foi a um restaurante japonês? Saiba mais sobre as comidas servidas neste jantar bem aqui!

Foto do Science Photo Library por David Munns.

"Tinha um pouco de tudo: sushis, sashimis, arroz branco, peixe grelhado, tofu, sopa de soja... Tudo muito bonito e diferente!"

Ao invés do bom e velho feijão com arroz brasileiro, os japoneses têm como base da refeição o arroz branco, sem nenhum tempero. Como acompanhamento, peixe, legumes, carnes e conservas. Lembre-se que o Japão é uma ilha sem muito espaço para criar gado, então peixes e frutos do mar são uma parte importante nas refeições japonesas.

Veja o sushi por exemplo. O sushi é um bolinho feito de arroz branco avinagrado com peixe, geralmente cru, ou frutos do mar. O makisushi é uma espécie de rocambole feito com arroz branco. No meio podemos encontrar legumes, carne de siri, ovo, peixe e conservas. Por fora, segurando o arroz, às vezes temos uma folha feita de algas (nori, por exemplo).

Os sashimis são fatias cruas de peixes, como o atum e o salmão. Como tempero usa-se uma pasta de ervas bem ardida (wasabi) ou um molho de soja (shoyu).

E por falar em soja, este é um outro ingrediente bastante presente na culinária japonesa. Com ele, além do molho shoyu, tambem se faz tofu (uma pasta de soja) e sopas (misso shiru).

Mas não pense você que os japoneses comem só isso! Outros pratos bastante conhecidos em algumas regiões do Brasil incluem o gyoza (bolinhos chineses grelhados com recheio de carne de porco ou vegetais), yakisoba (macarrão com vegetais, carnes, molho shoyu) e tempura (vegetais, frutos do mar e peixe fritos).

Este assunto deu uma fome... Se você não tem um japonês em casa, o melhor mesmo é procurar um dos vários restaurantes especializados neste tipo de comida. Tenha certeza que os produtos utilizados são frescos e de qualidade e divirta-se com a sua comida!

Mais sobre comida japonesa
Mais sobre sushi
Mais sobre sashimi

Sexta-feira
Jun222007

Coiosidades I - Plantas Carnívoras

Os textos do Guto e do Dadá sempre têm muitas referências às coisas que acontecem ao meu redor. Dadá, por exemplo, é o nome do sobrinho de uma amiga, que sempre vem com uma história genial sobre ele. Mais curiosidades sobre o texto das plantas carnívoras:

- eu tenho uma amiga que se chama Tania. O nome dela não tem acento e ela fica uma arara quando alguém o acentua. A planta carnívora do Dadá se chama Tânia, com acento, como uma provocação.

- o Guto sabe muitas coisas sobre 'a vida, o universo e tudo mais'. Esta é uma referência ao terceiro livro da série do 'Guia do mochileiro das galáxias', do Douglas Adams, uma das séries de livros prediletas.

- a planta carnívora foi comprada na feira. Ir à feira sempre foi uma experiência fascinante quando eu era criança. Além do pastel, caldo de cana ou salgadinhos de isopor, sempre havia algo curioso desde pintinhos até jabutis (não comprem jabutis, deixe-os na mata, onde eles pertencem!).

- quando a família volta da feira, o Guto ainda está dormindo. O Guto é um bom dorminhoco. Ele surgiu em uma história onde ele dormia durante uma aula de Genética e sonhava que se encontrava com moscas com olhos brancos e monges contadores de ervilhas. Acho que ele também está dormindo no texto dos Carrapichos.
Quinta-feira
Jun212007

Mais sobre plantas carnívoras

A Paula notou que o texto das plantas carnívoras não tem as fotos que foram publicadas na revista (Ciência Hoje das Crianças, 135, maio de 2003).

Eu juntei uns links em português e peguei umas fotos para ilustrar o texto.

Wikipédia

Plantas carnívoras no Brasil e no mundo

Plantas Carnívoras

A planta que o Dadá comprou é a Dionea, a dos dentinhos (à esquerda).



O texto também menciona as Drosera (em baixo) e as Sarracenia, que se parecem com copinhos (acima, à direita). Também consegui uma foto legal, em microscopia eletrônica, de uma mosca presa em uma Drosera (foto em preto e branco).






Fotos do Science Photo Library. Dr. Jeremy Burgess, Claude Nuridsany, Marie Perennou, Jeff Lepore e Mike Danson.