Sobre

Esta é a página do laboratório do Dr. Carlos Hotta, do Departamento de Bioquímica, Instituto de Química, Universidade de São Paulo.

Search
Powered by Squarespace
Sobre o blog

Quando criança, eu sonhava estudar dinossauros. Hoje em dia tenho outros sonhos mas ainda tenho brontossauros no meu jardim. Por Carlos Hotta.

Feed me!
Main | Como fazer laranjas vermelhas »
Segunda-feira
Abr232018

A rede Serrapilheira

Na semana passada, entre os dias 18 e 20 de abril, foi realizado um encontro do Instituto do Serrapilheira que contou com a participação dos 65 pesquisadores selecionados em sua primeira Chamada Pública, a equipe do Instituto, colaboradores e os membros dos Conselhos Científico e Administrativo.

O encontro, bastante intenso, incluiu treinamento para a gravação de vídeos e produção de textos para o público em geral, apresentações dos projetos, discussões sobre a diversidade na Ciência e divulgação científica. Mais importante que isto, houve o início da formação de uma comunidade Serrapilheira, uma propriedade emergente da interação que ocorreu durante o encontro.

Eu saí do Rio de Janeiro absolutamente serrapilhado, ainda não consigo dormir direito, algo raro. Fico pensando no nome do Instituto: a decomposição da serrapilheira, e o acesso ao seu tesouro energético e nutricional, é o objetivo de todas espécies que dependem dela, mas somente através da ação comunitária de diversas espécies, cada qual com sua especialidade, é que esta decomposição se viabiliza. De maneira geral, a ação da diversidade presente na serrapilheira é essencial para o retorno dos recursos lá presentes para o resto do ecossistema.

Mais do que capital financeiro, os R$100 mil iniciais e os desejados R$ 1 milhão, gostaria que os 65 primeiros contemplados com o projeto Serrapilheira se focassem no ganho de capital social e capital simbólico que o Instituto já nos dispôs. A rede que começou a ser construída neste encontro pode nos trazer inúmeras oportunidades se for fortificada e alimentada. Além disso, o sucesso do Instituto, e seus ideais, nos trará mais e mais reconhecimento nos próximos anos, principalmente se ele se tornar referência de excelência científica e seja copiado por outros. Por isso, é necessário que a gente trabalhe muito para que ter sido um dos selecionados nesta chamada - a primeira - seja algo que a gente vista com orgulho por muito tempo. Assim como na serrapilheira, o que muitos encaram como uma competição por recursos no curto prazo deve ser encarada como uma cooperação que se estenderá por anos e trará rendimentos muito maiores no longo prazo que um milhão de reais.

PrintView Printer Friendly Version

EmailEmail Article to Friend

Reader Comments

There are no comments for this journal entry. To create a new comment, use the form below.

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.

My response is on my own website »
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
Some HTML allowed: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <code> <em> <i> <strike> <strong>